Com população estimada de 279.665 mil habitantes, o município de Governador Valadares localizado na região leste do estado de Minas Gerais se tornou cliente Vivver em setembro de 2015.

Ana Paula Calhau de Miranda, Analista de Sistemas e Coordenadora de Informática da Secretaria Municipal de Saúde de Governador Valadares nos disse em entrevista que o Sistema Vivver foi adquirido através do programa PMAT- Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos do BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento e visa a integração dos dados entre as unidades de saúde de forma a fortalecer e aprimorar o gerenciamento da atenção básica, diminuindo custos, regulando os fluxos e serviços como dispensação de medicamentos, pedidos de marcação de consultas, solicitação de exames laboratoriais, dentre outros.

Após ampla análise de vários sistemas, Ana Paula Calhau disse “escolhemos a Vivver pela facilidade de integração dos dados gerados em seu sistema de informação. A aquisição do sistema também contempla a melhoria da qualidade da informação a ser utilizada pelos gestores e profissionais de saúde, tendo como benefícios em destaque a gestão dos recursos, aumento da produtividade, e consequentemente o aumento do repasse para o município”.

A Coordenadora salientou a importância da organização do histórico clínico e auxílio no acompanhamento das condições de saúde dos usuários do SUS e maior eficácia do ponto de vista médico.

“Com o Sistema Vivver Saúde Pública conseguimos viabilizar a redução de custos: aumento dos níveis de controle sobre processos geralmente caros, como a gestão de medicamentos, procedimentos de apoio e diagnóstico e o fluxo de pacientes. As unidades onde o sistema está implantado já realizam a marcação dos exames laboratoriais e consultas com especialistas de forma on-line, sem necessidade do deslocamento do usuário até o laboratório, prestadores de serviço ou policlínica”, disse ela.

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

Os usuários do SUS – Sistema Único de Saúde de GV contam com 01 Policlínica, 02 Hospitais, 01 Laboratório Municipal, 01 CAPS – Centro de Atenção Psicossocial, 01 CREDEN-PES – Centro de Referência a Doenças Endêmicas e Programas Especiais, 01 CRASE – Centro de Referência em Atenção Especial à Saúde, 01 CADEF – Centro de Apoio ao Deficiente Físico, 01 Centro Viva Vida/ CEAE – Centro Estadual de Atenção Especializada, 01 Clínica Particular, 02 Clínicas de Prótese e Órtese particulares e 05 Laboratórios particulares. Em todas essas unidades o sistema já está implantado e disponível.

Quase 80% das 61 UBS – Unidades Básicas de Saúde também utilizam o sistema para demanda espontânea e agenda local, poupando tempo e promovendo melhor qualidade no gerenciamento das informações que não seria viável se executado manualmente.

Abaixo, o gráfico aponta a evolução do número de atendimentos registrados desde o início do processo de implantação do sistema:

AUDITORIA BNDES

No dia 19 de dezembro, o Diretor de Informática da Prefeitura de Governador Valadares – José Antônio Nascimento informou que iria acontecer uma auditoria do BNDES para averiguação do processo de implantação do Sistema Vivver no município.

Assim, a Coordenadora de Informática da Secretaria de Saúde se propôs a participar juntamente com Paulo Henrique da Silva – Líder de Implantação da Vivver no município, que apresentou as funcionalidades do sistema em tempo real. Também estiveram presentes agentes políticos das Secretarias de Administração, Fazenda, Obras dentre outras áreas.

PRONTUÁRIO ELETRÔNICO DO CIDADÃO

Ana Paula Calhau citou várias situações que não mais acontecem no município, e por si só justificam a contratação do Sistema de Gestão da Saúde Pública ao apontar melhorias significativas já alcançadas nesse último ano.

Um dos exemplos descrevia a complexidade para registro dos atendimentos, solicitações de exames e retornos médicos.

“Para exemplificar melhor, quando a consulta médica era realizada na UBS e o paciente tinha que fazer exames, o agendamento era presencial na Policlínica Municipal e a coleta do material no laboratório indicado. O paciente precisava retornar para buscar os resultados que ainda teriam que ser levados ao médico novamente. Hoje – com o sistema implantado – o processo se tornou mais simples e rápido: após a consulta o paciente agenda o exame on-line no sistema em qualquer ponto de atendimento de saúde ou no prestador de serviços conveniado a Prefeitura.”

Ainda falando de exames laboratoriais, a partir desse ano, estará disponível no site da Prefeitura de Valadares um link para que o usuário do SUS possa baixar os resultados pela internet e imprimir em casa. O acesso será via login e senha da mesma forma que acontece nos laboratórios de atendimento particular.

Também nesse mês de janeiro acontecerá a contagem do estoque, atividade preliminar ao processo de implantação do Módulo Farmácia. “Assim que o módulo estiver implantado seremos beneficiados com mais funcionalidades do sistema. Nesse caso, o aviso de lotes de medicamentos próximo do vencimento, se o medicamento está acabando ou é necessário providenciar novos pedidos de compra”. Tudo isso gera mais controle e melhoria da gestão do estoque, sendo assim um ganho enorme para a gestão da saúde do município, salientou.

Ana Paula Calhau nos conta que um dos principais pontos para a gestão eficiente da Saúde Pública é ter acesso e controle de tudo que está acontecendo em cada Unidade de Saúde. Com o sistema Vivver o gestor tem acesso a todas as informações quantitativas de atendimentos, exames e locais onde foram realizados.

“Agora, todo o atendimento realizado no município é lançado no sistema. Assim, de qualquer Unidade de Saúde, inclusive nos hospitais o PEC – Prontuário Eletrônico do Cidadão fica disponível e em tempo real. Ou seja, facilita o acesso à informação para o médico e outros profissionais que tomam conhecimento com base em registros oficiais do estado de saúde do paciente, toda medicação que já foi prescrita, tem acesso a Farmácia, se o paciente já pegou o medicamento e etc. Todo processo fica muito mais fácil e assertivo”.

REDUÇÃO DE CUSTOS

O gerenciamento da Atenção Básica oferecida ao cidadão Valadarense sugere uma economia absurda no sistema municipal de saúde, disse Ana Paula. “Quando o paciente recebe atendimento é já realizou exames anteriormente está tudo registrado no sistema. Quando ele é encaminhado para um especialista só será necessário solicitar os exames complementares. Evitando assim a repetição desnecessária. A mesma situação acontece na Farmácia Municipal. Uma vez registrada a retirada de medicamento, não é possível repetir a solicitação mesmo em outra unidade, porque o sistema aposta o registro anterior.

“Há uma certa cota de exames por município. Às vezes é necessário comprar exames excedentes de laboratórios particulares. Quando você marca o exame do paciente no laboratório e ele não comparece, esse dinheiro que seria gasto com ele volta para os cofres do município para que possa ser realizado um novo agendamento. Antes o processo demorava cerca de dois meses até que fosse feita a apuração das faltas e de quem realmente esteve presente. Hoje, isso é detectado na hora. A pessoa não foi já pode abrir vaga para outro”, afirma Ana Paula Calhau.

O Ministério da Saúde exige que todo atendimento médico, de enfermaria e agentes de saúde seja informado mensalmente para a liberação de verba ao município. Quando o processo era feito de forma manual perdíamos muito recurso. E hoje, com o sistema informatizado os usuários têm que passar pela recepção que direciona o atendimento para consulta, sala de curativo, se o paciente é hipertenso ou diabético. O sistema da Vivver se comunica com todos os sistemas oficiais do Ministério da Saúde, então não é necessário ter lançamento no sistema da Vivver e do ministério, isso é feito automaticamente, que gera uma confiabilidade dos dados muito maior.

Qualquer processo novo suscita uma certa desconfiança, disse Ana Paula Calhau. “Mas posso garantir que usuários e profissionais ficam encantados quando veem o sistema funcionando. Não existe mais aquela papelada, vários formulários a serem preenchidos, arquivados na unidade e enviados ao Ministério. Como o atendimento é todo feito on-line e os programas já se comunicam, para a equipe profissional é muito mais fácil emitir relatórios e envia-los para o Ministério da Saúde.

Ainda durante a auditoria, a Coordenadora apresentou o cronograma de atividades programadas para o início desse ano. “Expliquei que já vamos começar a implantar no mês de janeiro o Módulo Vacina. Toda dose de vacina aplicada será lançada no sistema. Além do controle de imunização, faremos também o controle de estoque. E ainda, se acontecer de o paciente perder o cartão de vacina é possível providenciar o cartão espelho. Hoje isso é feito de forma manual. Quando alguém perde o cartão não é possível fazer a verificação devido ao grande número de pessoas atendidas e fica ainda mais difícil quando as doses são reaplicadas a cada 05 ou 10 anos”, afirma.

Todo o relato da Coordenadora foi ouvido atentamente pelos auditores do BNDES. Segundo ela um momento marcante foi “quando os auditores souberam que a situação atual da saúde no município de Governador Valadares saiu de uma fila de espera de 02 (dois) anos para exames laboratoriais e passou a realizar agendamentos imediatos após a implantação do sistema de Gestão da Saúde Pública da Vivver Sistemas. Encantados e cativados, os senhores Jorge Henrique (Analista de Sistemas) e Luís Otávio (Gestão Pública) aprovaram a implantação do sistema aqui em Governador Valadares com louvor. E ainda questionaram porquê os outros municípios não aderem a esse sistema para ter uma Gestão da saúde cada vez melhor!

Share This