Patos de Minas está situada na região intermediária às regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Considerada pólo econômico regional, lidera a microrregião do Alto Paranaíba que é composta por 10 municípios. A população do município é de 123.811 habitantes (IBGE – censo 2000). A cidade ganhou projeção nacional através da Festa Nacional do Milho realizada no mês de maio, movimentando vários setores da economia.

Patos de Minas ocupa uma posição privilegiada no ranking das cidades mineiras, figurando entre as 19 maiores cidades do Estado de Minas Gerais em arrecadação geral de tributos do Estado. Um levantamento feito pelo IPEA (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas) e publicado pela revista Veja em 2001 apontou Patos como o 5º município com maior desenvolvimento socioeconômico, entre 1970 e 1996. Foram pesquisados 5 mil municípios brasileiros, de 50 a 500 mil habitantes.

Vários fatores contribuem para o sucesso econômico e social do município, entre eles a localização estratégica, que liga a cidade a grandes centros comerciais como São Paulo, Uberlândia e Belo Horizonte, facilitando o intercâmbio comercial, o desenvolvimento ordenado e a qualidade de vida da população.

O cuidado com as praças, jardins e espaços públicos em geral é uma particularidade, demonstrada através de sucessivas administrações comprometidas com o interesse público. A arborização enche a cidade de verde, de vida e de cheiro agradável, além de amenizar as elevadas temperaturas do verão tropical.

Um dos aspectos que chamam atenção é a hospitalidade do povo patense, gente acolhedora sempre disposta a ajudar e atender bem a quem chega. A exigência, o comprometimento com o crescimento e a vida social efervescente são algumas características marcantes das pessoas deste lugar. Patos conta com mais de 10 clubes que oferecem diversas opções sociais, esportivas e de lazer e conta com eficientes serviços de infraestrutura urbana.

Informatização da Saúde Pública

O município de Patos de Minas utiliza o Sistema Integrado de Gestão de Saúde Pública da Vivver Sistemas desde abril de 2015. A definição pela informatização da gestão da saúde pública no município possibilitou a racionalização de recursos e melhorias no atendimento à população.

Ao longo do tempo, o sistema, assim como os processos e sistemas oficiais, evoluiu e incorporou diversas melhorias e transformações. A gestão das informações sobre os serviços de saúde prestados à população de Patos de Minas não seria viável se fosse executada manualmente. O volume e a necessidade de informações aumentaram e continuam aumentando.

O Sistema Vivver possibilitou o agendamento e o registro de muitos atendimentos durante a implantação. Veja no gráfico abaixo a evolução do número de atendimentos registrados desde o início da implantação do sistema, em Abril de 2015, até Novembro de 2016:

Dentre estes, 17.325 atendimentos foram a usuários vindos de outros municípios. O gráfico abaixo demonstra a diferença entre os registros de 2015 e 2016.

Atenção Básica

O município possui 23 unidades de saúde. No perímetro urbano são 16, das quais 08 utilizam o sistema e 01 está em processo de implantação, o restante das unidades ainda não utiliza o recurso de agenda local por falta de infraestrutura. Todas as unidades utilizam os recursos de agenda central para exames e consultas, salas de vacina e pedidos para o almoxarifado. As 07 unidades situadas na zona rural possuem uma central de marcação dentro da Secretaria de Saúde para o agendamento de consultas e exames.

Quanto às funcionalidades protocolo e evolução da ficha clínica, por meio do sistema, apenas a unidade de atenção básica Jardim Paraíso possui infraestrutura para tal.

Vale destacar que a funcionalidade “Protocolo Clínico” organiza e padroniza o atendimento do profissional, e é adaptável a qualquer linha guia, seja de programas de atendimento ou anamnese pré-definida por especialidade.

O “Protocolo Clínico” ainda realiza diversas consistências no lançamento dos dados, como: sexo, ciclo de vida, classificação de risco, etc. Além disso, personaliza a tela de atendimento de acordo com o protocolo, exibindo alertas dos grupos de atendimento, no qual o paciente está inserido.  Tem fácil visualização do histórico através do sumário clínico, permite a impressão dos atendimentos realizados, e também o levantamento de indicadores através dos resultados dos itens de avaliação.

Todas essas funcionalidades possibilitam uma melhor gestão dos agendamentos, uma vez que realiza a validação de dados com as demais agendas, em todo o município, evitando que ocorram marcações com conflitos de horários para o usuário, disponibilizando um melhor atendimento à população, poupando tempo e gerando qualidade no gerenciamento das informações.

É possível avançar ainda mais com as funcionalidades que o sistema oferece:

  • Agendamento central descentralizado de exames;
  • Controle da fila para atendimento;
  • Atendimento por protocolo médico;
  • Registro dos dados clínicos;
  • Conduta e evolução do atendimento no prontuário eletrônico do usuário.

Atenção Especializada

O município possui 06 unidades que oferecem serviços especializados, todas utilizam o sistema. São elas:

  • CEAE: Centro Estadual de Atenção Especializada – Consultas e Exames;
  • CEO: Centro de Especialidades Odontológicas;
  • Clínica Municipal de Reabilitação Totó Veloso;
  • Clínica de Especialidade Edmundo Moreira de Magalhães – Consultas e Exames;
  • CAPS;
  • CAPS AD.

Considerando as peculiaridades de cada serviço ofertado, essas unidades também contam com outras funcionalidades do sistema, tais como:

  • Agendamento central descentralizado de consultas e exames, que disponibiliza suas agendas para que as unidades referenciadas possam fazer a marcação diretamente;
  • Controle de demanda reprimida central;
  • Controle da fila para atendimento;
  • Atendimento por protocolo médico;
  • Registro dos dados clínicos;
  • Conduta e evolução do atendimento no prontuário eletrônico do usuário.

A Clínica Municipal de Reabilitação Totó Veloso é referência para as demais, pois utiliza todas as funções do sistema, como: agendamento local, evolução de prontuário, atendimento coletivo, encaminhamento interno, regulação dos prestadores nas áreas de fisioterapia e fonoaudiologia, e resolução da fila de demanda reprimida.

Odontologia

O CEO municipal está implantado e utilizando o Sistema Vivver. Os atendimentos odontológicos realizados na policlínica utilizam das mesmas funcionalidades propostas para as unidades básicas:

  • Agendamento de consultas e procedimentos;
  • Controle de demanda reprimida central;
  • Controle da fila para atendimento;
  • Registro dos dados clínicos;
  • Conduta e evolução do atendimento no prontuário eletrônico do usuário.

O sistema ainda conta com a funcionalidade “Odontograma”, ainda não utilizada no município, para registro de dados clínicos realizados pelos dentistas. 

Integração com o eSUS

O município possui o registro de todas as suas equipes e respectivas regionalizações (área e micro área).

A parceria da Vivver Sistemas com o SUS é permanente. Estamos atentos às inovações lançadas pelo Ministério da Saúde e sempre adequando nosso sistema para que possamos contribuir com o envio de informações e a manutenção do financiamento dos serviços de saúde municipais.

O Sistema Vivver é utilizado para:

  • Registro das fichas do e-SUS;
  • Cadastro Individual (Questionário e-SUS);
  • Cadastro Domiciliar;
  • Visita Domiciliar;
  • Atendimento Individual;
  • Atendimento Odontológico Individual;
  • Procedimentos;
  • Atividade Coletiva.

Além disso, o sistema possibilita a integração das fichas de produções ao atendimento registrado, o que facilita e agiliza o preenchimento.

A integração de todas as funcionalidades em um só sistema otimiza o tempo e segurança das informações.

No município, as 8 unidades que utilizam o sistema plenamente realizam o preenchimento das fichas, e a produção do e-SUS é gerada através do Sistema Vivver. As fichas são digitadas, os arquivos são gerados e exportados para o PEC.

S.A.D. (Serviço de Apoio ao Diagnóstico)

O Sistema Vivver dispõe do módulo Laboratório para controle diagnóstico dos exames de rotina no município. Este já está implantado no laboratório municipal, que possui todas as suas rotinas informatizadas, sendo utilizado para registro das solicitações de exames, agendamento, recepção, e inserção dos resultados de exames com assinatura eletrônica do bioquímico responsável para liberação aos usuários. A utilização do sistema possibilitou otimizar as rotinas do setor, trouxe segurança no registro das informações, além de garantir maior agilidade na entrega dos resultados.

Além do laboratório municipal, o serviço de exames especializados do município é realizado por prestadores. Foi disponibilizado acesso para que alguns destes prestadores recepcionem suas agendas centrais. Todos os agendamentos possuem chave de validação para garantir a integridade dos valores apresentados pelos prestadores.

É interessante incentivar os prestadores a utilizarem o sistema para digitação dos resultados. Desta forma, é possível traçar perfis de morbidade no município, que podem ser demonstrados em relatório. Além disso, o sistema irá promover maior controle e gestão da produção dos prestadores, assim como a possibilidade de disponibilizar agendamento central para estes serviços. Outro benefício muito importante, caso os prestadores utilizem o sistema para digitação dos resultados, é a impressão dos resultados em qualquer serviço de saúde autorizado, além da possibilidade de disponibilizá-los na web.

Laboratório

Todos os exames de rotina solicitados pela UPA III têm os resultados vinculados nas fichas dos pacientes, tais quais os exames especializados realizados no CEAE e no Centro de Especialidades.  Os exames especializados realizados pela rede pública têm os resultados vinculados. Esta funcionalidade possibilitou otimizar as rotinas do setor, além de garantir maior agilidade na entrega dos resultados de exames ao usuário.

 Vacinas

O módulo vacina do sistema “Vivver Saúde Pública” é utilizado para registro de aplicações de vacinas, atualização do cartão espelho, controle e movimentação de estoque. Por meio dos registros de aplicação, o município exporta informações para o SIPNI.

Todas as unidades utilizam o sistema na sala de vacinas. A Vigilância Endemiológica utiliza o sistema para atender os pedidos das unidades básicas e faz a exportação pelo sistema.

Seguem abaixo algumas vantagens do módulo:

  • Integração com SI-PNI;
  • Esquemas vacinais de forma dinâmica, possibilitando atender ao calendário oficial do Ministério da Saúde e as especificidades do município;
  • Controle os imunobiológicos especiais;
  • Registro o consumo de vacinas administradas por paciente, profissional e unidade;
  • Cartão Espelho por setor, com registro de reações adversas e vinculação ao prontuário eletrônico;
  • Busca ativa dos usuários sem cartão de vacina em dia, emitindo cartas aos usuários em atraso.

É interessante ressaltar que, ao administrar a vacina, o sistema sugere o valor correto da dose a ser aplicada no usuário, sendo este definido pela faixa etária. Desta forma, caso o profissional insira uma dose indevida para aplicação, o sistema alertará qual a dose recomendada para o usuário.

Regulação

O Sistema Vivver possibilita o controle interno de agendamento de consultas e exames, através de distribuição de cotas para as unidades de saúde. Porém, esta funcionalidade não é utilizada no município, uma vez que optaram pela descentralização dos agendamentos por controle e classificação da demanda reprimida interna.

 Além disso, o sistema permite o controle dos contratos de prestadores de serviços que atendem ao município na realização de exames de rotina e procedimentos da atenção especializada (laboratórios e clínicas).

Outra importante ferramenta utilizada na Regulação é a “Chave de Validação”. Esta chave é gerada no momento do agendamento de consultas ou exames e deverá ser informada pelo prestador no momento da recepção. Portanto, permite ao município um controle mais efetivo do comparecimento dos usuários.

PPI (Programação pactuada e Integrada)

Além da definição da pactuação e regionalização da assistência no módulo Regulação o sistema oferece um módulo exclusivo para utilização nos municípios referenciados. E podem utilizar o sistema “Vivver Saúde Pública” para agendamentos dos serviços pactuados.

Atualmente, os 37 municípios referenciados que compõem a microrregional de Patos de Minas fazem uso do sistema para agendamento de consultas e solicitação/protocolo de exames da alta complexidade. Isto permitiu identificar usuários residentes em outros municípios que possuíam cartão municipal de Patos de Minas.

TFD (Tratamento Fora do Domicílio)

O módulo TFD (Tratamento Fora do Domicílio) registra e controla encaminhamentos e agendamentos da demanda, agenda usuário nos veículos, finaliza processos e cadastros de procedimentos faturáveis do TFD.

Farmácia e Almoxarifado

O município utiliza o sistema “Vivver Saúde Pública” para controle de estoque, prescrição e dispensação de produtos e medicamentos em 02 unidades. São elas:

  • Farmácia da UPA
  • Almoxarifado de medicamentos e produtos (CAF)

O município ainda não utiliza o sistema em 03 unidades. São elas:

  • Farmácia Central
  • 02 Farmácias satélites

Todas as movimentações de estoque (pedido de produtos, transferências, registro de consumo e débito) são registradas no sistema, assim como o controle de dispensação.  A Farmácia da UPA utiliza o sistema para prescrição e dispensação de medicamentos, e a farmácia central e as outras duas unidades satélites ainda não utilizam o sistema.

O almoxarifado utiliza o sistema para atender aos pedidos de todas as unidades de saúde e setores da secretaria municipal de saúde.

Fonte: Prefeitura de Patos de Minas/MG e Vivver Sistemas

Share This