Na primeira etapa de seleção, 398 trabalhos foram inscritos e 190 pré-selecionados pelos Cosems para serem avaliados. Cada um deles passou pelo crivo de três avaliadores até a decisão final de escolher nove experiências exitosas no enfrentamento à Covid-19 nos municípios brasileiros.

Durante a 1ª Roda de Conversa, que aconteceu dia 18/08, as autoras de quatro projetos apresentaram seus trabalhos. Os outros cinco projetos participarão da live do dia 25/08.

CONFIRA A 1º LIVE NA ÍNTEGRA:

TROCA DE EXPERIÊNCIAS: COMO OS MUNICÍPIOS ESTÃO ENFRENTANDO A COVID-19?

A primeira live da Mostra Virtual Brasil, aqui tem SUS, realizada nesta terça-feira (18), foi marcada pela presença de quatro mulheres apresentando experiências desenvolvidas no âmbito da Atenção Básica. A Mostra é um reflexo do que acontece no território e como tal revela o protagonismo das mulheres no cuidado dos cidadãos, como também demonstra o papel exercido pela Atenção Básica na regulação da atenção à saúde, no acolhimento, na mobilização da sociedade e na garantia da continuidade do atendimento. Todas as experiências da Mostra, que faz parte da programação do I Congresso Virtual do Conasems, são voltadas ao enfrentamento da covid-19.

O presidente do Conasems, Willames Freire, abriu a programação parabenizando todos os participantes. “O nosso objetivo principal é valorizar as experiências bem sucedidas e divulgá-las nacionalmente. Através dessas belas experiências de combate à covid conseguimos salvar vidas”. A coordenadora da Mostra Nacional, Márcia Pinheiro, explicou detalhadamente o formato escolhido para a I Mostra virtual, levando em conta a situação emergencial vivida no país que exigiu um rearranjo na organização do Sistema Único de Saúde (SUS). Ela aproveitou a ocasião para agradecer aos avaliadores e aos Cosems pelo trabalho em parceria, sem o qual não seria possível realizar um evento tão participativo. Até agora foram inscritas na Mostra 532 experiências e mais de 800 pessoas assistiram a live.

A primeira experiência apresentada foi do município de São Bernardo do Campo (SP). Caroline Amorim de Oliveira, integrante da Divisão Técnica Assistencial do Departamento de Atenção Básica e autora do trabalho, mostrou como o fluxo de atenção à saúde foi organizado para garantir a continuidade do cuidado e, ao mesmo tempo, criar as condições de atendimento de pacientes atingidos pela pandemia. O professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Alcindo Ferla, que participou da live na condição de comentarista dos trabalhos, ressaltou a importância da descentralização do SUS para garantir a autonomia local.  “Se a gente quer enxergar o SUS de verdade, temos que olhar os municípios. O marcador de vidas que não foram perdidas veio da resposta nos territórios”, ressaltou.

A segunda experiência, de Nossa Senhora do Socorro (SE), é emblemática do poder de mobilização e engajamento do profissional de saúde. A psicóloga Mônica Regina Trindade Santos se viu diante da dificuldade de manter o vínculo conquistado com os pacientes de saúde mental dos grupos que coordenava. Resolveu então criar grupos virtuais e estreitar os laços com os pacientes por meio de ligações e mensagens via whatsapp. O resultado é comemorado pela permanência de todos e pelas manifestações de agradecimento. Alcindo Ferla saudou a empolgação da autora fazendo alusão ao termo esperançamento, criado pelo educador Paulo Freire, que se refere ao ato de ter esperança e não de esperar.

A vice-presidente do Conasems, Cristiane Pantaleão, participou da live como mediadora do debate. Ela enalteceu a importância do SUS e o fato de em tão pouco tempo e diante de profundos desafios ter muitas experiências positivas para apresentar. “Para mim é motivo de muita alegria estar aqui mediando esse encontro. Tenho orgulho de trabalhar no SUS, um sistema que em cinco meses mostra que fez bonito para salvar a população”.

Shayanne Gabriela Araújo, autora da experiência do município de Rurópolis, mostrou que através da produção de kits de proteção contra a covid foi se formando uma teia intersetorial de proteção aos vulneráveis. Dezenas de voluntários, profissionais de saúde e de outros órgãos públicos e agentes comunitários de saúde uniram esforços para diminuir os índices de transmissão da doença, transpondo barreiras culturais e territoriais.  “Formamos uma verdadeira rede de cuidado que sensibilizou os usuários para o uso de medidas protetivas. O SUS não é só dos profissionais de saúde, é de todos. Quanto maior o envolvimento, mais o SUS será fortalecido”, avalia a autora.

A última experiência apresentada foi do município de Caxias do Sul. A diretora da política de Saúde Bucal, Fabiana Ramos, apresentou o plano de contingência desenvolvido no município para regular o uso de EPIs e centralizar o atendimento de urgência. O objetivo era diminuir o risco de contaminação cruzada pelo aerossol, associado às ações de saúde bucal, como também manter os profissionais protegidos e a população assistida.  O professor Alcindo Ferla chamou atenção para a singularidade do SUS como o único sistema universal de saúde que mantém a saúde mental e bucal na Atenção Básica. Em outros países esses serviços entram apenas no rol de especialidades. “O SUS precisa ser uma escola. Precisamos defendê-lo e ter a capacidade de dizer para as pessoas que isso é SUS”, conclui o comentarista.

PROJETOS APRESENTADOS:

Rurópolis -PA
REDE PROTEGER: A SOLIDARIEDADE CONTAGIA E PROMOVE O CUIDADO INDIVIDUAL E COLETIVO
Autora: SHAYANNE GABRIELA ARAUJO DE MATOS

Caxias do Sul-RS
ADEQUAÇÃO DA ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA DURANTE A PANDEMIA DE COVID 19
Autora: FABIANA RAMOS

Nossa Senhora do Socorro-SE
CONTINUE A NADAR: JUNTOS SOMOS MAIS FORTES
Autora: MONICA REGINA TRINDADE

São Bernardo do Campo – SP
IMPLANTAÇÃO DE INSTRUMENTO DE FASES DE TRANSIÇÃO PARA ORGANIZAÇÃO DA APS
Autora: CAROLINE AMORIM DE OLIVEIRA

A próxima live da I Mostra Brasil, aqui tem SUS será realizada no dia 25 de agosto, às 14h30, no canal do Conasems no Youtube. Serão apresentadas experiências dos estados de Alagoas, Amapá, Bahia, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

Saiba mais sobre a I Mostra Virtual Brasil, aqui tem SUS – enfrentamento à Covid -19

Fonte: CONASEMS – Conselho Nacional de Secretarias municipais de Saúde

Share This